Segunda, 22 de Julho de 2024
25°

Parcialmente nublado

Teresina, PI

Cultura Patrimônio Histórico

Corpo de Bombeiros intensifica vistorias em casarões do Centro Histórico

Após os levantamento das condições estruturais, passam pela avaliação técnica.

05/07/2024 às 09h39
Por: Amanda Bonfim Fonte: O Imparcial
Compartilhe:
Foto/Reprodução: Internet
Foto/Reprodução: Internet

Mais de 260 casarões do Centro Histórico de São Luís estão na lista de vistorias técnicas do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA). Os imóveis foram mapeados em ação quem vem sendo realizada desde janeiro e após os levantamento das condições estruturais, passam pela avaliação técnica.

O trabalho é executado pela Coordenaria Estadual de Proteção e Defesa Civil e integra operação permanente que tem como objetivo garantir a segurança destes prédios, conforme normas de prevenção do patrimônio histórico. Nesta quinta-feira (4), aparato de 15 bombeiros com suporte de cinco viaturas estiveram vistoriando cerca de 15 imóveis da área. 

Durante as vistorias, os bombeiros avaliaram pontos críticos e estabilidade estrutural, a fim de identificar possíveis fragilidades para que recebam a classificação de ‘baixo’, ‘médio’ ou ‘alto risco’, dependendo da situação. Foi realizada, ainda, avaliação de riscos de incêndio e outras emergências, a fim de prevenir potenciais situações e intermediar os órgãos competentes para tomarem as medidas de prevenção. As informações levantadas pela Defesa Civil vão compor relatório que servirá de norte às ações dos órgãos competentes.

O coordenador da Defesa Civil, coronel Sandro Amorim, explicou que a operação revisitou imóveis para avaliar danos causados pelas últimas chuvas. Em alguns casos, disse ele, a situação do prédio pode estar alterar, saindo de ‘alto’ para risco ‘médio’ ou ‘baixo’. Isso, fruto de medidas tomadas pelos órgãos responsáveis, após notificações. 

O relatório vai apontar irregularidades que representem riscos iminentes. Após concluído, os órgãos competentes serão notificadas para que as devidas correções sejam executadas, dentro dos prazos determinados pela Defesa Civil. Ano passado, 261 casarões foram vistoriados, destes, 75 apresentaram alguma situação de risco. 

As vistorias são parte de um esforço conjunto para manter viva a beleza e a segurança desses monumentos, pontuou o coordenador de Operações da Defesa Civil, major Cláudio Roberto Rodrigues. “O Centro Histórico de São Luís é um patrimônio cultural e arquitetônico de valor inestimável. A preservação desses casarões honra a história da cidade e promove um ambiente seguro e acessível para todos os seus ocupantes. Temos feito um trabalho intensivo, com apoio de vários órgãos, pela preservação e segurança deste patrimônio”, reforçou.

A Defesa Civil reforça a necessidade de uma atuação conjunta e medidas urgentes para preservação deste patrimônio. “A importância da operação se dá pela garantia da segurança dos imóveis e de proteção aos visitantes e comunidade em geral, que frequenta e vive na área central da cidade. Precisamos, todos, operar para que o Centro Histórico continue a ser um ponto de orgulho e um local seguro para moradores e turistas”, ressaltou o coronel Sandro Amorim.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias