Quarta, 24 de Julho de 2024
32°

Tempo limpo

Teresina, PI

Economia Inflação

São Luís tem segunda maior inflação do país no mês de maio

São Luís iniciou o ano de 2024 com taxas elevadas de inflação, inclusive, para todos os meses de 2024, a alta de preços ao consumidor da capital maranhense tem mantido-se acima da média do Brasil.

12/06/2024 às 16h03
Por: Amanda Bonfim Fonte: Ipolítica
Compartilhe:
Foto/Reprodução: Agência Brasil
Foto/Reprodução: Agência Brasil

O município de São Luís apresentou a segunda maior inflação do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), segundo apontou relatório do IBGE.

De acordo com o levantamento, a capital maranhense apresentou a segunda maior variação percentual de preços no período, com registro de 0,63%. 

Dentre as 16 regiões de pesquisa do IBGE, em 15 delas houve quadro inflacionário. São Luís ficou com a segunda maior, atrás apenas de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, estado abalado por tragédia com as fortes chuvas e enchentes.  Em Porto Alegre a inflação foi de 0,87%. 

Na cidade de mais alta inflação, somente alimentação e bebidas teve alta de 2,63% e transportes, 0,74%. A única deflação foi observada no município de Goiânia: -0,06%. 

Taxas elevadas

Já São Luís iniciou o ano de 2024 com taxas elevadas de inflação, inclusive, para todos os meses de 2024, a alta de preços ao consumidor da capital maranhense tem mantido-se acima da média do Brasil. O índice do acumulado nos 5 primeiros meses do ano atingiu a casa de 4,09%, acima da média do Brasil (2,27%). 

São Luís detém até o mês de maio a maior inflação acumulada em 2024 dentre as 16 áreas territoriais onde o IBGE faz o levantamento de preços ao consumidor. A menor inflação acumulada no ano até o momento foi observada no município de Rio Branco: 1,40%. 

A inflação acumulada em São Luís nos últimos 12 meses, de junho de 2023 a maio de 2024, atingiu a cifra de 4,27%, ao passo que a do Brasil, 3,93%. 

Nessa base de comparação temporal, a inflação acumulada em São Luís está abaixo apenas do que foi calculado para quatro recortes territoriais: Regiões Metropolitanas (RMs) de Belo Horizonte (5,07%) e de Belém (4,57%) e das capitais Aracaju (4,73%) e Brasília (4,27%). 

A menor inflação acumulada em 12 meses até o momento foi observada no município de Goiânia (2,69%). 

O Banco Central do Brasil (BACEN) opera com meta inflacionária para o ano de 2024 cujo centro da mesma está na ordem de 3,00% e, o teto, 4,50%. Podemos inferir, pois, que o IPCA de São Luís acumulado em 12 meses (4,27%) está acima desse centro (3,00%), todavia abaixo do teto (4,50%). 

O IPCA do Brasil acumulado em 12 meses (3,93%) está também acima do centro da meta (3,00%), e, da mesma forma que em São Luís, abaixo do teto (4,50%) operado pelas autoridades monetárias. No Brasil, depois de vários meses com curva em queda ininterrupta de inflação acumulada em 12 meses, em maio/24, houve uma mudança de rota, fazendo com que houvesse aumento nessa forma de ver os números do IPCA no tempo. Desde outubro de 2023 que, a inflação acumulada de 12 meses, vinha em queda ininterrupta. São Luís, por outro lado, tem movimento de constante ascensão de preços acumulados em 12 meses desde janeiro de 2024, apresentando apenas uma leve variação da curva apontada para baixo em abril/24, mas que, em maio/24, voltou a crescer positivamente.

Principais Contribuições para a Inflação em São Luís
Grupo de Alimentação e Bebidas:

- Cebola: +4,02%

- Café moído: +3,23% (em março, 6,37%)

- Queda de Preços:

  - Pescados: -0,69%

  - Arroz: -0,64% (no mês anterior, -3,09%)

  - Frango inteiro: -3,07%

  - Frango em pedaços: -1,52%

Grupo de Saúde e Cuidados Pessoais:

- Perfume: +3,43%

- Hipotensores/Hipocolesterolêmicos: +1,06% (no mês anterior, +6,16%)

- Dentista: +1,58%

- Artigos de maquiagem: +3,33%

- Produto para barba: +2,88%

- Absorvente higiênico: +2,64%

Grupo de Transportes:

- Gasolina: +1,04% (no mês anterior, +1,95%)

- Conserto de automóvel: +2,50% (mesma variação do mês de abril)

- Passagem aérea: +9,52%

- Emplacamento e licença de veículos: +0,82%

Grupo de Vestuário:

- Roupa masculina: +0,88% (no mês anterior, +1,70%)

- Roupa feminina: +0,59%

- Roupa infantil: +0,38%

Impacto dos Subitens com Maior Influência na Inflação de São Luís
Entre os 113 subitens monitorados pelo IBGE em São Luís, os principais que contribuíram para a inflação de 0,63% em maio foram:

- Perfume: +3,43%

- Energia elétrica residencial: +1,68%

- Gasolina: +1,04%

- Conserto de automóvel:+2,50%

- Tomate: +5,11%

- Contrafilé: +3,94%

- Melão: +11,79%

- Batata inglesa: +19,83%

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias