Segunda, 04 de Março de 2024
27°

Parcialmente nublado

Teresina, PI

Geral Geral

Adece e Prefeitura de Varjota assinam convênio para possibilitar a instalação de indústria de rações

Com o intuito de promover a interiorização e gerar mais oportunidades para os municípios cearenses, a Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará...

01/02/2024 às 10h46
Por: Redação Portal Verdes Campos Sat Fonte: Secom Ceará
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Ceará
Foto: Reprodução/Secom Ceará

Com o intuito de promover a interiorização e gerar mais oportunidades para os municípios cearenses, a Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) celebrou, nesta quarta-feira (31), um convênio com a Prefeitura de Varjota. A parceria possibilitará a instalação de uma indústria de rações pet com sede em Pernambuco.

No valor total de R$ 3,7 milhões, sendo R$ 3,2 milhões da Adece e R$ 515 mil referentes à doação do terreno por parte da Prefeitura, o convênio consiste construção um galpão industrial a ser cedido em regime de comodato para abrigar a empresa Cedan Rações, já em atuação no município de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco.

“Estamos felizes com mais uma parceria. São 150 empregos para a região, com expectativa de expansão da indústria. Seguimos as diretrizes do governador Elmano de Freitas, de segurar na mão do empresário e garantir todo o suporte para que as oportunidades de emprego e renda sejam geradas nos municípios cearenses”, comemora o presidente da Adece, Danilo Serpa.

Conforme o prefeito de Varjota, Elmo Monte, “há muito tempo, a Prefeitura Municipal vem conversando com a empresa para que ela venha ao Ceará”. “Para a empresa, o Ceará é estratégico para as exportações, em virtude do Porto do Pecém. Varjota vai se tornar, de fato, um ponto de referência da indústria de rações pet”, avalia.

Para além dos empregos diretos, a região será contemplada ainda com a compra do milho, segundo o prefeito. “Existe uma expectativa de compra de 80 toneladas por dia, quando a fábrica estiver com os três turnos rodando. O empresário disse que dará preferência à agricultura familiar local. Vai aquecer a agricultura familiar, porque vai comprar o milho não somente de Varjota, mas de municípios como Reriutaba, Cariré, Ipu, Hidrolândia, Novo Oriente”, completa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias