Senado aprova criação de feriado em homenagem a Irmão Dulce

Conhecida como “Dulce dos pobres”, a santa foi canonizada em 2019
23 de Novembro de 2021 às 11:38 - Atualizada em 11h42

Foto: Reprodução / Senado Senado aprova criação de feriado em homenagem a Irmão Dulce
Senado aprova criação de feriado em homenagem a Irmão Dulce

O Senado Federal aprovou o projeto que institui a homenagem à santa Irmã Dulce no dia 13 de março. O projeto foi aprovado na Comissão de Educação (CE) e segue para análise da Câmara dos Deputados.

O autor da iniciativa foi o senador Angelo Coronel (PSD-BA). Para ele, é uma justa homenagem à primeira santa brasileira reconhecida oficialmente pela Igreja Católica. A canonização ocorreu no dia 13 de outubro de 2019, em cerimônia celebrada pelo Papa Francisco.

Inicialmente o projeto previa que a homenagem à Irmã Dulce fosse um feriado nacional. Mas buscando evitar impactos econômicos e dificuldades na aprovação da iniciativa, o próprio Angelo Coronel propôs eliminar o feriado, tornando o 13 de agosto como o Dia Nacional da Santa Dulce dos Pobres. A data foi escolhida porque 13 de agosto já é tradicionalmente um dia de homenagens à Irmã Dulce por todo o estado da Bahia.

Foto: Reprodução / SenadoSenado aprova criação de feriado em homenagem a Irmão Dulce
Senado aprova criação de feriado em homenagem a Irmão Dulce

Trajetória

Irmã Dulce nasceu em 1914 em Salvador e morreu em 1992 na mesma cidade, tendo dedicado sua vida a ajudar os pobres e miseráveis, principalmente nas áreas de saúde e educação de crianças e jovens. Foi beatificada pelo Papa Bento XVI, no dia 10 de dezembro de 2010, passando a ser reconhecida com o título de "Bem-aventurada Dulce dos Pobres". Foi declarada santa pelo Papa Francisco em uma celebração no Vaticano no dia 13 de outubro de 2019.

Fonte: Agência Senado

Deixe seu comentário