Secretária de Passagem Franca é exonerada após furar fila de vacinação

De acordo com o MPPI, agentes públicos que “furam a fila” de vacinação podem ser responsabilizados criminalmente
Por Kryssyno Oliveira 29 de Janeiro de 2021 às 17:23

Foto: Divulgação Ex-Secretária Municipal de Saúde de Passagem Franca, Lorayny Carvalho da Silva
Ex-Secretária Municipal de Saúde de Passagem Franca, Lorayny Carvalho da Silva

A prefeitura de Passagem Franca do Piauí anunciou, nesta sexta-feira (29), a exoneração de Lorayny Carvalho da Silva, do cargo de Secretária  Municipal de Saúde da cidade. O caso ocorreu após a investigação do Ministério Público do Piauí, por meio da Promotoria de Justiça de Barro Duro, para apurar  se a ex-Secretária desrespeitou a ordem de prioridade na vacinação contra a Covid-19.

Com base no Plano Nacional de Vacinação, nesta primeira fase, apenas profissionais da saúde, que estejam no enfrentamento direto da Covid-19, idosos a partir de 75 anos, idosos a partir de 60 anos, que vivam em instituições de longa permanência e indígenas aldeados podem ser imunizados. 

De acordo com o MPPI, agentes públicos que “furam a fila” de vacinação podem ser responsabilizados criminalmente, por ato de improbidade administrativa e compelidos à reparação por dano moral coletivo.

Exoneração

Após tomar conhecimento dos fatos, a prefeitura de Passagem Franca divulgou uma nota onde informa a exoneração da ex-Secretária.

Confira:

Foto: DivulgaçãoNota publicada pela prefeitura nesta sexta-feira (29)
Nota publicada pela prefeitura nesta sexta-feira (29)

Deixe seu comentário