Procon divulga lista com preços de produtos “Pré Black Friday”

Durante a sexta-feira (26), o órgão realizará fiscalizações em lojas
24 de Novembro de 2021 às 08:34 - Atualizada em 09h50

Foto: Reprodução / MPPI Procon divulga lista com preços de produtos “pré Black Friday”
Procon divulga lista com preços de produtos “pré Black Friday”

O Ministério Público do Estado do Piauí, por meio do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON), disponibiliza uma tabela com preços de produtos ofertados antes do período da Black Friday. A ideia visa permitir que o consumidor compare os preços dos produtos da Black Friday com os ofertados fora desse período e, com isso, verificar os valores de promoções e descontos.

Confira a lista de lojas e produtos através desse LINK

A lista apresenta produtos que vão desde ar condicionados, fogões e geladeiras, até smartphones. Todas as lojas com os produtos estão situadas em Teresina.

Foto: Luis Fernando Amaranes/ Portal Verdes CamposDois idosos morrem vítimas da covid-19 no Piauí
Procon divulga lista com preços de produtos “Pré Black Friday”

Fiscalização

Caso o consumidor encontre alguma irregularidade no preço de qualquer loja, seja física ou virtual, o chefe do setor de fiscalizações do Procon/MPPI, Arimatéa Area Leão, orienta a população a denunciar diretamente ao órgão. “A orientação é tirar um print, verificar alguma foto que tenha registro e pode fazer reclamação no Procon pelo número 3216-4550. O consumidor é o principal fiscal.”, informa Arimatéria.

Caso seja comprovado um falso desconto ou promoção, o estabelecimento pode estar sujeita a eventuais multas, com explica Arimatéria. “Eles (estabelecimentos) tem um prazo de 15 dias pra defesa e estão passivos de uma multa. Essa multa é determinada pelo Código de Defesa do Consumidor que vai de acordo com o poder econômico, reincidência e ela vai de seiscentos reais até dez milhões. ”, comenta o fiscal.

Durante a próxima sexta-feira (26), dia em que acontece a Black Friday, o Procon realizará fiscalizações em estabelecimentos para verificar a veracidade das promoções. O órgão também vai receber denuncias de consumidores sobre falsos descontos.

Fonte: Procon

Deixe seu comentário